paulomusa01.jpg
PAULO MUSA
ARQUITETURA
Identidade Visual

Com Paulo Musa, único herdeiro de profissão de um tradicional escritório carioca de arquitetura, aconteceu uma curiosa coincidência. Estávamos desenvolvendo simultaneamente dois outros projetos: um, para um escritório de arquitetura e urbanismo; e o segundo, uma exposição comemorativa de 80 anos e 55 de atividade para um outro arquiteto de farta produção. Paulo nos visitou durante esse processo, conversamos, e logo se instalou na mesma estrutura de trabalho compartilhado.

O reposicionamento e redesign de marca foi fruto natural de uma nova parceria. Além da bagagem implícita que o sobrenome trazia, precisávamos acentuar as particularidades de um arquiteto low profile e laborioso que já desenhou, sem veleidades, residências, condomínios, hotéis, lojas, arranha-céus, aeroportos e centros de pesquisa tecnológica, entre otras muitas coisas.

O briefing não derivou da marca anterior, esboçada pelo próprio arquiteto, mas que, na nossa avaliação, rendia tributo excessivamente marcado aos seus predecessores e não enfatizava a personalidade do cliente.

Segundo Le Corbusier, a arquitetura seria “o jogo sábio, correto e magnífico dos volumes dispostos sob a luz.” Dali que imaginamos um recorte tipográfico de forma-contraforma/sombra-luz para estabelecer um diálogo visual e conceitual entre o nome, o sobrenome e o ofício.

Após a implementação básica da Identidade Visual, desenvolvemos o website.